Infraero vai oferecer internet gratuita e ilimitada em aeroportos brasileiros

O acesso à internet wi-fi em aeroportos, que antes era restrito a apenas 15 minutos, agora será ilimitada para os usuários.

A decisão é da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que tem até 20 dias para contratar uma ou mais empresas de telefonia para prestar o atendimento e suprir a demanda. De acordo com a companhia, todos os aeroportos estarão conectados a partir do ano que vem – ou melhor, até março, o mês limite para a medida entrar em vigor.

Os locais atendidos serão São Paulo (Cumbica, Congonhas, Viracopos e Campo de Marte), Rio de Janeiro (Galeão, Santos Dumont e Jacarepaguá), Belo Horizonte (Confins e Pampulha), Brasília, Manaus, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Fortaleza, Natal, Salvador e Cuiabá. Hoje, os 15 minutos de web gratuita funcionavam apenas em Cumbica, Congonhas, Galeão e Brasília.

Uma regra imposta pela Infraero é que a internet ilimitada só pode ser usada a partir do aeroporto de origem. Dessa forma, se uma pessoa viaja de Congonhas para Fortaleza, por exemplo, só terá direito a acessar sites e outras informações pela web no aeroporto paulista. Caso queira utilizar novamente no destino final, terá de pagar por mais tempo de conexão.

Vale lembrar que a internet não vai ficar disponível no aeroporto inteiro, mas somente na área de embarque, depois de ser feito o raio X corporal. Para que o passageiro consiga se conectar à rede, a Infraero estuda duas alternativas, que até o momento ainda não foram divulgadas.

No entanto, o processo de conexão deve continuar o mesmo: com o cartão de embarque na mão, o usuário vai até o balcão de informações da Infraero para pegar um outro cartão contendo a senha e o passo a passo de como se conectar. O problema desse sistema é que o passageiro precisa lembrar de pegar o cartão de acesso com antecedência, já que, uma vez na sala de embarque e sem a senha, perde a chance de usar a web enquanto espera o voo.

A segunda alternativa é negociar com as empresas o desenvolvimento de um aplicativo específico que o usuário possa baixar em diversos aparelhos – computador, tablet ou smartphone – e, com ele, fazer login e senha para se conectar.

Internet paga

Até julho de 2011, a conexão à internet era paga em qualquer aeroporto do país. Mas a presidente Dilma Rousseff exigiu que a Infraero lançasse um programa-piloto de wireless gratuita nos 15 minutos antes do embarque, que começou a valer durante as férias e continuou em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, mesmo após o término dos testes.

Segundo Claiton Resende Faria, superintendende de Negócios Comerciais da Infraero, agora inicia-se a segunda fase do projeto, que visa ofertar internet gratuita e ilimitada para os usuários dos principais aeroportos do país.

As empresas vão oferecer a web de graça em troca de publicidade, tanto nos pontos de embarque quanto no equipamento do passageiro. Esse recurso já é usado por companhias que patrocinam aplicativos para iPad: ao clicar no app, uma propaganda surge na tela e desaparece em questão de segundos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s