Relatório de transparência do Google ganha seção sobre navegação segura

Duas das maiores ameaças on-line são o software malicioso (conhecido como malware), que pode assumir o controle do seu computador, e fraudes de phishing, que tentam enganar o usuário para compartilhar senhas e outras informações confidenciais.Pensando nelas a Google acaba de incluir no seu Relatório de Transparência uma seção sobre navegação segura para reportar  ataques de phishing e malware identificados pelo Programa de Navegação Segura criado pela empresa em 2006 para encontrar e sinalizar websites suspeitos.
Segundo o Google, aproximadamente, um bilhão de pessoas usam a tecnologia de navegação segura do Google, a partir do Chrome e de outros browsers como o Firefox e o Safari. Isso permite ao Google examinar bilhões de URLs por dia à procura de sites não seguros (aqueles com malware ou phishing) que ameaçam a privacidade e a segurança dos usuários. Sites não seguros são adicionados a nossa lista de sites infectados em minutos após serem detectados e, em média, leva meia hora para que apareçam externamente.
Com base nesses dados, o relatório de transparência do Google passa agora a exibir tabelas e gráficos sobre as ocorrências de sites comprometidos e sob ataque em determinado perído de tempo, no mundo, e em determinados países.
Por exemplo, a tabela abaixo mostra os sistema autônomos afetados por malware e phishing nos últimos três meses.
Google_malware
Segundo o Google, sites são frequentemente infectados sem o conhecimento do webmaster. Ao mostrar que foi detectado malware, a empresa espera encorajar um AS a entrar em contato com os webmasters dentro da rede para trabalhar em conjunto na correção do problema. Após a limpeza dos servidores da Web, as estatísticas de malware publicadas no Transparency Report melhoram.
O Google recomenda que os operadores se inscrevam nos Alertas do Navegação segura para administradores de rede aqui. Registrar o AS significa que você receberá notificações caso os sistemas do Google detectem que um malware está hospedado na rede.
Webmasters que limparam seus sites solicitam uma análise de malware nas Ferramentas do Google para webmasters ou em StopBadware.org. O site é verificado novamente e, normalmente, é removido da lista em até 24 horas se a verificação não encontrar problemas. O sistema o Google confere os sites listados periodicamente para saber se ainda estão infectados. 
Na opinião do Google, o compartilhamento desses dados também está totalmente de acordo com Transparency Report, que já fornece informações sobre solicitações de governos por dados de usuários ou por remoção de conteúdo, além de interrupções dos serviços Google.
Para saber mais, explore as novas informações de Navegação Segura nesta página.
Webmasters e administradores de redes podem encontrar recomendações para lidar com infecções de malware, incluindo recursos como as Ferramentas do Google para webmasters e Alertas de Navegação Segura para administradores de rede.
google_malware2










Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s