9 fatos bizarros sobre "Mortal Kombat"

JCVD
Os criadores de “Mortal Kombat” originalmente queriam um game de luta com o ator Jean-Claude Van Damme, o que nunca aconteceu pois ele tinha um contrato anterior para um game para Mega Drive que nunca saiu do papel. No fim das contas, seu personagem no clássico filme “O Grande Dragão Branco” (foto) serviu de inspiração para o lutador Johnny Cage, de “MK”
.


“MK” criou órgão de classificação para games?
Quando o 1º jogo chegou aos arcades nos anos 1990, pais, padres e políticos dos EUA pediram o envolvimento do governo local em um sistema de classificação para jogos. Felizmente, os representantes da indústria de games se uniram e fundaram o órgão ESRB, que decide as classificações indicativas de games na América do Norte.


Gerou um dos primeiros sucessos do YouTube


A dupla de comediantes Smosh começou no site com vídeos musicais brincando com programas como Power Rangers e Pokemon. Um de seus primeiros sucessos foi um clipe com “MK”, que hoje possui mais de 20 milhões de visualizações (http://migre.me/4orIH). 




Proibido na Austrália


Os gamers australianos têm uma vida dura. Além de receber os lançamentos com algum atraso, o órgão de classificação do país é bastante rigoroso com jogos. Em vez de apenas classificá-lo com censura para 18 anos, eles simplesmente proibiram as vendas do novo “Mortal Kombat” (2011) no país. 




“Mortal Kombat” ou “Dragon Attack”?


Quando o primeiro jogo estava sendo finalizado, a equipe não sabia como chamá-lo. A lista de nomes temporários inclui “Dragon Attack”, “Kumite”, “Death Blow” e até “Fatality”. 




“MK” musical


Como a maioria das franquias populares dos anos 1990, “MK” tinha seus bonequinhos e série de TV, além de rotinas de dança, raios laser e atuações de qualidade mais do que duvidosa. Esse “espetáculo” chegou a atravessar mais de 200 cidades dos EUA na época (para ter uma ideia, o personagem da foto acima é ou deveria ser…Shang Tsung) – http://migre.me/4osfp.




Filme em produção desde 2005


Enquanto o primeiro filme da franquia foi um sucesso, sua sequência foi horrível em todos os sentidos. Talvez seja por isso que o 3º capítulo, “Devastation” esteja em produção há tanto tempo e com lançamento previsto para 2013 (IMDB) 





Horário nobre


Independente de sua qualidade, “Mortal Kombat: Conquest” é notável por duas coisas. Não era uma porcaria total e ainda se destaca como uma das únicas séries sobre games a passar em TV aberta nos EUA. É claro, durou apenas 22 episódios e acabou de forma ridícula, mas ainda é melhor que “Annihilation”. 





Lutadoras sem roupa


Muitas das atrizes de “Conquest” posaram nuas para a revista Playboy, entre outras publicações menores do mesmo “gênero”. A lista inclui beldades como Jamie Pressly, Suzanne Stokes, Angelica Bridges e Sung Hi Lee. 

Confira também a galeria “Mortal Kombat: Confira os principais games da série” (http://migre.me/4oszU).




Via: PCworld

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s