Pequenos ímãs poderão aumentar a capacidade de discos rígidos em 20 vezes

Disco rígido skyrmion

Físicos quânticos da Universide de Hamburgo, Alemanha, descobriram como ler e gravar dados usando skyrmions, que são minúsculos nós traçados magnéticos que poderiam ampliar a capacidade de armazenamento dos discos rígidos em até 20 vezes, como informa o pessoal do ExtremeTech. A técnica pode permitir que discos rígidos armazenem centenas de terabytes de dados.

Desde que eles foram descritos hipoteticamente nos anos 1960 pelo físico britânico Tony Skyrme, os skyrmions permanecem bastante evasivos. Recentemente, com a melhoria das ferramentas de observação e testes quânticas, os skymions ressurgiram nas pesquisas. 

Nos discos rígidos convencionais, onde o magnetismo convencional é usado, cada local magnético (isto é, cada bit) precisa ser muito maior (dezenas de nanômetros), caso contrário, os bits vizinhos podem corromper e interferir uns nos outros.

Como os computadores estão ficando cada dia menores, e os requisitos de armazenamento de dados crescem exponencialmente, skyrmions devem ser o foco de muitas pesquisas futuras.



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s