eMarketer: brasileiros são os que mais se importam com redes sociais no mundo

Jovem Facebook
Um estudo da Ipsos ITOX e Ipsos Global @dvisor, revelou que as redes sociais são consideradas muito importantes para um grande número de usuários na América Latina.
A pesquisa realizada em julho de 2013 com usuários ao redor do mundo mostrou que, no Brasil, praticamente quatro a cada dez usuários consideram as redes sociais “muito importantes”. Esse número ficou em 28% no México e em 27% na Argentina.
Em uma escala de 1 a 5, onde 1 era “Nada importante” e 5 “Muito importante”, outros 24% dos usuários brasileiros responderam com a pontuação 4 e outros 27% com pontuação 3. Apenas 10% dos usuários responderam com os números 1 ou 2, indicando baixa importância das redes sociais.
Assim, é no Brasil onde aparentemente as redes sociais são consideradas mais importantes na América Latina. Os números são semelhantes ao de outros países em desenvolvimento, como a Índia, onde 30% dos usuários consideram as redes muito importantes, Indonésia (27%) e China (25%).
Segundo o eMarketer, a estimativa é que este ano 38,4 milhões de usuários no México usarão redes sociais ao menos uma vez no mês. No Brasil, esse número será de 78,3 milhões, enquanto na Argentina será de 17,8 milhões.
O Brasil vem sendo apontado por especialistas como um dos países mais importantes para as redes sociais. Em um artigo da Forbes, intitulado “O Futuro das Mídias Sociais? Esqueça os EUA, olhe para o Brasil“, é destacado que por aqui já temos 65 milhões de usuários no Facebook, em segundo lugar atrás apenas dos EUA; 41,2 milhões de usuários no Twitter, também atrás apenas dos EUA; assim como o segundo maior mercado do Youtube, atrás também dos norte-americanos apenas. Isso sem contar os 15 milhões de usuários do Linkedin (em terceiro lugar atrás de EUA e Índia) e outras redes.
O Brasil impressiona não apenas pelo número de usuários, mas também pelo tempo gasto em média por eles nas redes. O tempo médio gasto no Facebook entre os brasileiros aumentou 208% no último ano, chegando a 535 minutos por mês. Em comparação, o tempo médio global caiu 2% no mesmo período.
A gente aposta que enquanto você lê isso, tem também uma aba do Facebook aberta no seu navegador. Acertamos?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s