EUA espionava os telefones de 35 líderes mundiais, aponta jornal

Os EUA monitoravam conversas no telefone de 35 , de acordo com um documento da NSA (Agência Nacional de Segurança dos EUA) fornecido por Edward Snowden ao jornal britânico The Guardian.
 líderes mundiais
Os nomes dos líderes mundiais não estão especificados no documento de 2006, e o acesso aos cerca de 200 dos líderes forneceu “poucas informações de inteligência”, uma vez que os números aparentemente não eram usados para discussões de assuntos sensíveis. No entanto, esses números forneceram pistas para outros telefones que viraram alvos depois, aponta o documento.

números telefônicos
O documento deve reacender preocupações sobre o esquema de vigilância da NSA, incluindo seu monitoramento de líderes políticos. Oficiais da Alemanha afirmaram nesta semana que as agências dos EUA podem ter espionado o celular da chanceler alemã Angela Merkel. Também surgiram informações de que os EUA “hackearam” o servidor de e-mail do ex-presidente mexicano enquanto ele estava no cargo, e também espionaram a presidente brasileira Dilma Rousseff.

Felipe Calderon
Uma reportagem recente no jornal Le Monde aponta que a NSA gravou dados relacionados a mais de 70 milhões de ligações telefônicas envolvendo cidadãos franceses em um período de 30 dias. O diretor de inteligência nacional dos EUA, James R. Clapper, alegou que a acusação é falsa.

As recentes notícias fizeram com que alguns países tomassem medidas sobre o assunto, como o Brasil, que busca a aprovação do Marco Civil da Internet, entre outras cosias.
Via: IDGNow

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s