TIM contrata Cisco e Celcite para melhorar tráfego de dados

 

A TIM firmou parcerias com a Cisco e a Celcite, que preveem o uso de soluções com capacidade para aumentar ainda mais a qualidade da sua rede, principalmente o tráfego de dados. Inicialmente, o projeto será implantado em 12 cidades de diversas regiões do Brasil e a previsão é de que seja estendido para todo o país em até um ano.

A solução SON – Self Organizing Networks, composta por módulos como  Automatic Neighbor Relationship (ANR), Mobility Load Balance (MLB) e Self Healing realiza de forma dinâmica e automática testes, verificam erros e/ou falhas na rede, poupando tempo na resolução dos problemas quando eles são detectados. As primeiras cidades a serem beneficiadas serão Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Manaus, Cuiabá, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre e Natal.

“A TIM investe cada vez mais na sua rede para garantir uma boa experiência de navegação ao usuário. As soluções da Cisco e da Celcite visam otimizar esforços e melhorar no curto prazo a percepção de qualidade da rede pelos nossos clientes”, diz Daniel Hermetto, Diretor de Suprimentos e Logística da TIM Brasil.

O módulo Automatic Neighbor Relationship (ANR) é utilizado para otimizar ligações entre torres e/ou células vizinhas. Já o Mobility Load Balance (MLB) tem por função melhorar a distribuição do tráfego entre diversas células. O Self Healing é utilizado para minimizar os efeitos de uma eventual indisponibilidade de transmissão. Os valores dos contratos com os fornecedores não foram revelados.

 

Via: Convergenciadigital

Anúncios

Assange pede a Obama o fim da "caça às bruxas" contra o site WikiLeaks

Dezenas de simpatizantes do WikiLeaks assistiam e aplaudiam do lado de fora à primeira aparição pública de Julian Assange, fundador do site Wikileaks, desde junho, quando ele se refugiou na Embaixada do Equador em Londres, na tentativa de escapar de um pedido de extradição à Suécia, onde é acusado por duas mulheres de abuso sexual.
Falando de uma sacada da embaixada equatoriana, Assange pediu aos governos, em especial o dos EUA, para parar a perseguição a denunciantes políticos. “Estou aqui hoje porque eu não posso estar aí com vocês, mas obrigado pela determinação e generosidade de espírito de vocês”, disse Assange aos simpatizantes do WikiLeaks, durante a fala de 10 minutos dirigida a eles e, em especial, ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.
“Peço que Barack Obama renuncie a essa caça às bruxas de investigar e processar o WikiLeaks”, afirmou Assange, defendendo o seu site por “lançar luz sobre os segredos dos poderosos”. Pediu também a libertação de Bradley Manning, o soldado americano que está preso e aguarda julgamento, sob acusação de ter passado segredos militares americanos ao WikiLeaks.
“Enquanto o Wikileaks estiver sob ameaça, a liberdade de expressão e a saúde de todas as nossas sociedades também estarão”, disse o fundador do site, vestindo gravata marrom e camisa azul.
Na última quinta-feira, 17/8, Assange teve seu pedido seu pedido de asilo político do Equador aceito, mas a Grã-Bretanha não lhe deu um salvo-conduto para que pudesse viajar ao país latino-americano. Sendo assim, Assange está isolado na embaixada equatoriana, correndo o risco de ser preso pela polícia britânica caso deixe a representação diplomática.
Na quarta-feira o Ministério das Relações Exteriores britânico enviou um comunicado ao governo do Equador dizendo que a Grã-Bretanha estava “determinada” em cumprir sua obrigação de extraditar Assange à Suécia e que, de acordo com uma lei nacional, poderia “revogar a imunidade diplomática” da embaixada e prender o australiano no interior do prédio.
Protocolos internacionais estabelecem que territórios diplomáticos não podem ser violados pela polícia, a não ser que com a permissão do chefe da missão diplomática em questão.
Analistas afirmam que, se a Grã-Bretanha de fato violar a integridade da embaixada equatoriana, pode ser alvo de duras críticas internas e da comunidade internacional.
“Ouvi policiais (na embaixada), mas sabia que tinha testemunhas, que o mundo estaria assistindo”, disse o fundador do WikiLeaks aos simpatizantes que o ouviam, em referência à possibilidade de a polícia britânica entrar na embaixada para prendê-lo.
Assange também agradeceu o Equador e citou nominalmente os países da OEA (Organização dos Estados Americanos), Brasil incluído, pedindo que eles “defendam o direito ao asilo” – isso porque a OEA realizará uma reunião, na próxima sexta-feira em Washington, para discutir o caso.
Horas antes do discurso, segundo a BBC, Baltasar Garzón, advogado de Assange, havia dito que seu cliente está “disposto a responder pelas acusações” que enfrenta na Suécia, mas quer “garantias” de que não será extraditado. Garzón também afirmou que o criador do WikiLeaks está “com espírito combativo” e “agradecido” ao povo equatoriano.
Via: IDG Now

Celulares podem ter problemas com mudança da numeração em SP

A partir de domingo (29/07), quem ligar ou mandar mensagem de texto para telefones celulares atendidos pela área 11, terá que acrescentar o dígito 9 antes do número. Haverá um período de transição para que os usuários adotem a regra, mas a partir de 15 de janeiro de 2013 as ligações com oito dígitos não serão mais completadas. 

Embora descarte a possibilidade de colapso nas redes móveis em São Paulo, a Agência Nacional de telecomunicações (Anatel) avisa que os assinantes podem ficar sem sinal por um período pequeno de tempo no domingo.

“A instabilidade de rede é certa. Mas todos podem dormir sossegados”, informou o gerente de Acompanhamento e Controle das Obrigações de Interconexão da Anatel, Adeilson Evangelista Nascimento, durante entrevista à imprensa na tarde desta sexta-feira (27/07), em São Paulo.

O técnico da Anatel explicou que as operadoras terão que substituir os equipamentos que registram os números atuais de celulares por outro pronto para atender a nova regra. Nesse meio tempo, o assinante que estiver nesse bloco pode ter dificuldade para fazer chamadas. 

Há vários equipamentos desses espalhados pelas redes das operadoras, que poderão fazer a substituição a qualquer momento do domingo. Mas essa operação afeta apenas os usuários cadastrados na máquina que será trocada. O técnico da Anatel não soube estimar o tempo essa operação leva, informando apenas que a parada é rápida.

“Não haverá situação em que um mesmo usuário ficará sem originar chamadas”, garante Nascimento. Ele ressalta que como prestadoras de serviços essenciais, as companhias têm que informar aos seus assinantes sobre a possibilidade de instabilidade de suas redes durante esse processo.

Motivo da mudança 
A incorporação do dígito 9 às  linhas de celular no mercado paulista faz parte de regulamentação da Anatel para ampliar o número de combinações existentes e atender a crescente demanda de novos usuários de telefones celulares na região.
De acordo com o órgão regulador, esse mercado aumentou 17% em apenas em um ano com a adição de 5 milhões de novas linhas. A medida passa a vigorar em 64 municípios da região metropolitana de São Paulo.
A mudança aumentará a capacidade de numeração da área 11 de 44 milhões para 90 milhões de números. Atualmente, há 34,2 milhões de linhas móveis ativas nessa região e oito milhões em estoque nas prestadoras. 

Período de transição
As operadoras tiveram tempo para se adequar às mudanças e a Anatel determinou um prazo para que as prestadoras de serviços, usuários e mercado incorporem a nova regra. 

Foi estabelecido um período de dez dias, contados a partir de 29/07, para que as redes móveis entreguem as chamadas interurbanas para o interior de SP e outras regiões do Brasil com o número antigo. 
Depois de 8/08, os que discarem apenas 8 dígitos serão orientados por uma mensagem a inserir o número 9 antes da numeração e a ligação será completada. 

Passados 20 dias, parte dessas ligações será parcialmente interceptadas. Ficará a critério de cada operadora finalizar ou não a chamada, sem prejuízo para o usuário.   

Nascimento informou que em nenhum momento o assinante terá que arcar com custos por refazer as chamadas. Ele espera que as operadoras se encarreguem de completar as ligações quando seus clientes discarem o número antigo.
“As operadoras têm custos e podem interceptar as chamadas. É interesse delas, pois perdem quando a ligação não é completada”, diz o técnico da Anatel. 

Projeto nacional 
De acordo com a resolução nº 553/10 da Anatel, a telefonia móvel do Brasil passará a contar com nove dígitos em todo o Brasil até 2025. O processo está começando pela região metropolitana de São Paulo, atendida pelo código 11 e se estenderá para outros mercados de forma gradual. Porém, a agência não estabeleceu cronogramas para as próximas regiões.

Essa alteração vale apenas para os serviços móveis. A telefonia fixa continuará com 8 dígitos. 
Veja a seguir os cronogramas das mudanças em São Paulo:
    
·    De 29 de julho a 7 de agosto, as chamadas com 8 e 9 dígitos serão completadas 
·    De 8 de agosto a 16 de setembro, as chamadas com 8 dígitos serão interceptadas, com aviso sobre a mudança. Fica a critério de cada operadora completar ou não a chamada 
·    A partir de 17 de setembro até 15 de janeiro, todas as chamadas para celulares marcadas com 8 dígitos serão interceptadas e não serão completadas, mas receberão aviso sobre a mudança.
Via: IDG Now

Twitter busca maneiras para recuperar postagens antigas

 O Twitter está trabalhando em uma ferramenta que permite aos usuários exportar cada tuite que já foi feito no site, disse o chefe-executivo da empresa, Dick Costolo, ao jornal americano The New York Times.
Mas por que alguém iria querer todos os seus tuites – possivelmente voltando a todas as histórias publicadas desde 2006, quando o Twitter foi lançado pela primeira vez?
O Facebook já permite o download de um “arquivo pessoal”, que inclui uma lista de todas as mensagens que você já enviou para alguém, uma lista de cada amigo que você tem na rede, cópias de quaisquer fotografias ou vídeos que você já enviou ao site e muito mais. Eu recentemente busquei meu arquivo e me surpreendi com a quantidade de dados que compartilhei – um pacote de 46 MB de arquivos e pastas – e olha que me considero um usuário não tão ativo.
Agora imagine os dados de 140 milhões de usuários do Twitter, os quais estão disparando tuites de 140 caracteres ao longo do dia – todos os dias – quer sobre sua vida pessoal, quer sobre seus pensamentos com relação a notícias atuais e repercussões que elas deram.

Na verdade, o Twitter se transformou em um feed de notícias importantes em tempo-real e uma ferramenta de comunicação. Considere como exemplos apenas alguns eventos que contabilizaram os mais populares ‘tuites por segundo‘ (TPS) no ano passado: Show de meia hora da Madonna no Super Bowl (10.245 TPS), o touchdown de Tim Tebow durante a partida de desempate no American Football Conference  (Conferência de Futebol Americano, em tradução livre) em 8 de janeiro (9.420 TPS) e a morte de Steve Jobs (6.049 TPS).

Assim, a idéia de uma pessoa ser capaz de ver talvez dezenas de milhares de seus pensamentos ao longo do tempo, tudo em um só lugar, é bastante convincente. Para algumas pessoas isso funcionaria como um diário virtual e um jornal informativo – tudo em um só lugar.
Atualmente o Twitter apenas dá aos usuários acesso a certo número de tuites e Costolo não disse quando a companhia irá lançar a ferramenta de exportação pessoal na qual está trabalhando. Nesse meio tempo, se recuperar posts antigos é importante para você, tente o SocialSafe.net, que faz o backup de redes sociais, ou o CloudMagic, que é uma maneira ultra-rápida de procurar coisas do Exchange, Twitter, GMail, Google Apps, Chat, Docs, Calendário e Contatos.
Outra coisa que vale a pena mencionar é que a ferramenta que o Twitter está desenvolvendo será apenas para tuites próprios dos usuários, não para “cavar” toda a rede. “São dois problemas distintos de engenharia de busca”, disse Costolo ao Times. “É uma maneira diferente de arquitetar a pesquisa, passando por todos os tweets de todos os tempos. Você não pode simplesmente colocar três engenheiros trabalhando nisso.”
Via: IDG Now

Microsoft mantém segredo: Skype pode ou não interceptar chamadas?

A Microsoft pode ou não ter a capacidade de explorar ligações com o Skype, mas a empresa simplesmente não vai falar nada sobre o assunto, e não está claro o porquê.
Perguntado se pode interceptar chamadas criptografadas feitas pelo serviço de voz e vídeo peer-to-peer, a empresa diz que tenta ajudar com escutas legais tanto quanto pode, mas não vai dizer o que isso significa exatamente.
“O Skype coopera com as agências de aplicação de leis tanto quanto é jurídica e tecnicamente possível”, disse um porta-voz da empresa por e-mail. É uma afirmação que responde à questão sobre se a empresa realmente tem a capacidade de explorar as chamadas, capacidade essa que autoridades podem solicitar segundo termos da U.S. Communications Assistance for Law Enforcement Act (CALEA) – lei americana que exige que operadoras de telecomunicações e fabricantes de equipamentos projetem seus serviços de modo que seja possível realizar o monitoramento eletrônico por agências federais.
Perguntado por que a empresa não vai dar uma resposta simples, o porta-voz responde: “Essa é a posição da empresa. Você tem nossas declarações. Isso é tudo que posso dizer.”
Suspeitas de que o Skype poderia ter meios para espionar as chamadas surgiram quando a Microsoft emitiu uma patente, no início deste ano, sobre interceptação legal, a qual se “referem a silenciosamente gravar comunicações.” Isto é feito por meio de modificação nas solicitações de chamadas, de modo que as configurações de comunicações incluam um mecanismo de gravação.
Além da questão de uma tecnologia de espionagem, a eficácia da segurança do Skype também está sendo questionada. Antes de a Microsoft comprá-lo no ano passado por 8,5 bilhões de dólares, o Skype foi conhecido por ter sua política de segurança não muito clara. A empresa não revelaria nada sobre a criptografia que utiliza, e governos exigiram que o Skype tornasse possível para eles escutar as chamadas criptografadas – que é a situação atual.
Um relatório do ano passado diz que o governo egípcio tinha a capacidade de escutar as chamadas do Skype feitas por dissidentes durante a revolta ocorrida em 2010. Não está claro se o governo quebrou a segurança do Skype ou se instalou um malware em computadores da companhia para capturar chamadas enquanto eram reproduzidas sem criptografia em alto-falantes ou por microfones.
Como conseqüência, a Electronic Frontier Foundation (EFF) aconselha evitar o uso do Skype, levando em consideração que a segurança é essencial e conteúdo deveria permanecer privado. “Neste ponto somos altamente contra a utilização do Skype”, disse o diretor de projetos técnico na EFF, Peter Eckersley.
Via: IDG Now