Em meio a Black Friday, PS4 começa a ser vendido no Brasil por R$4 mil

Após ser alvo de muitas críticas e piadas na web pelo seu preço alto, o PlayStation 4 começou a ser vendido no Brasil nesta sexta-feira, 29/11, pelos 4 mil reais que tanto causaram polêmica desde o anúncio da Sony em outubro.

Como acontece exatamente no dia da Black Friday, que também tem sido alvo de muitas críticas negativas, o lançamento do PlayStation 4 passou um pouco “em branco” entre os brasileiros, que viram os rivais Xbox One e Wii U serem lançados na última semana, antes do console da fabricante japonesa.

Apesar de o lançamento do PS4 acontecer em meio a Black Friday, conhecida por dar descontos em vários produtos, o console não teve nenhum corte em seu preço por aqui.

E aí, você acha que o PS4 vai “vingar” no Brasil com esse preço? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

 

Via: IDGNow

Golpes prometendo PlayStation 4 e Xbox One já começam a fazer vítimas

PlayStation 4

Vários países estão iniciando as vendas dos novos consoles de vídeo game da nova geração e aqui no Brasil todos já conhecem a história envolvendo o PlayStation 4 e seu altíssimo custo, que alcança a casa dos R$ 4.000 e que ganhou o apelido de “PS4K”.

Já apareceram sites falsos de grandes lojas de eletroeletrônicos oferecendo consoles abaixo do valor de mercado, mas na verdade o único objetivo era fazer o usuário preencher um formulário falso de compra que no final entregaria seus dados de cartão de crédito ao criminoso.

Por exemplo: recentemente apareceu um site falso do Magazine Luiza hospedado na Kinghost prometendo o PlayStation 4 por um preço bem abaixo do que se encontra nas lojas, sejam elas físicas ou virtuais. A empresa de hospedagem foi rápida em remover o golpe do ar, mas não se sabe quantas vítimas caíram na armadilha.

Nos Estados Unidos, os criminosos estão prometendo consoles gratuitos para quem preencher uma pesquisa. Apesar de parecer bom demais para ser verdade e ser algo que deveria acender a luz de alerta, muitas pessoas estão caindo.

Ao fim do questionário, o criminoso tem diversos dados importantes sobre a vítima, que podem ser vendidos no mercado negro ou então usados para fraudar identidade. Outra coisa que pode acontecer a estas pessoas que respondem a pesquisa é ter malwares instalados no computador enquanto estão distraídas preenchendo o questionário.

Muitas páginas do Facebook também estão sendo usadas. O primeiro passo é clicar em “curtir” para que a vítima atraia seus amigos da rede social para a armadilha e só depois ela é levada para a pesquisa em que, no final, obviamente, nenhum console vai chegar pelos correios. O que pode vir no lugar é uma enorme fatura do cartão de crédito.

A empresa especializada em segurança Trend Micro já detectou uma série de falsas pesquisas especialmente focadas no PlayStation 4 e Xbox One. Fique sempre alerta: não se deixe levar por promoções com preços difíceis de acreditar, consoles gratuitos e outras ações com aquele forte cheiro de golpe.

Preste sempre atenção no endereço do site que está visitando e nunca insira informações pessoais numa página que você não confia totalmente. Manter o navegador e as soluções de segurança sempre nas versões mais recentes também é muito importante.

Via: Canaltech